TRÍDUO  A  SANTÍSSIMA TRINDADE

O Tríduo consiste em adorar e dar as graças a Santíssima Trindade, com estas palavras tiradas do missal romamo 

(Santa Missa)

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus dos Exércitos:

Cheios estão o céu e a terra de vossa Glória.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus dos Exércitos:

Cheios estão o céu e a terra de vossa Glória.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

 

Oferecimento:

Vos rogamos, Senhor, pela Santa Igreja e Prelados, pela exaltação da fé católica, extirpação das heresias, paz e concórdia entre os Príncipes cristãos, conversão de todos os infiéis, herejes e pecadores; Pelos agonizantes e doentes; Pelas Benditas Almas do Purgatório e demais piedosos atos de nossa Santa Mãe a Igreja.

Amém.

Bendita seja a Santa e Individual Trindade e, agora e sempre, e pelos séculos dos séculos.
Amém.

 

Abri, Senhor, meus lábios. 

E minha voz pronunciará vossa Glorificação.

Deus meu, vem em minha ajuda.

Apressai-Vos, Senhor, a socorrei-me.

Glória ao pai, Glória ao eterno Filho, Glória ao Espírito Santo.

Pelos séculos dos séculos.

Amém. Aleluia.

Ato de contrição

 

Amorisíssimo Deus, Trino e Um, Pai, Filho e Espírito Santo, em quem creio, a quem amo com todo meu coração, corpo, alma, potencias e sentidos, por ser Vos meu Senhor e meu Deus, infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas;

Me pesa, Trindade Santíssima, me pesa, Trindade amabilíssima, me pesa Trindade misericordisíssima, de ter Vos ofendido, somente por ser quem sois. 

Proponho e Vos dou palavra de nunca mais ofender-Vos e de morrer antes que pecar.

Por essa suma bondade e misericórdia infinita me haveis de perdoar todos os meus pecados, e me dareis a graça para perseverar em um verdadeiro amor e uma cordialíssima devoção a vossa sempre amabilíssima Trindade. Amém.

 

Hino

 

Já se aparta o sol ardente,

E assim, Oh! luz perene unida,

Em nossos peitos infunde

Amor, Trindade divina.

Na aurora te glorificamos,

e também ao meio dia ;

Suspirando por aproveitar

No céu de Vós vista.

Ao Pai, ao Filho e a Ti,

Espírito que dás vida,

Agora e sempre se dêem

Glorificações infinitas. 

Amém

Oração ao Pai

Oh! Pai Eterno! princípio e fonte de todo bem.

Incriado, centro de toda felicidade;

Me alegra de ver-Vos tão superior a toda a criação, que meu entendimento se perde no oceano de vossas perfeições infinitas.

Permiti que unidos aos Anjos, Arcanjos e Tronos, celebremos vosso imenso poder.

Oh!, Pai Eterno! 

Fora de vossa posse, eu não vejo outra coisa que tristezas e tormentos.

Vos sois minha única felicidade, meu tesouro e minha Glória.

Fazei que jamais me separe de Vos, para que possa sempre adorar-Vos.

Um Pai-Nosso, Ave-Maria e nove vezes: 

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus dos Exércitos: Cheios estão o céu e a terra de vossa Glória. 

E se responde cada vez:

Glória ao Pai, Glória ao Filho, Glória ao Espírito Santo.

Ao final das nove vezes se diz: 

Santo Deus, Senhor forte, Santo imortal; 

Livrai-nos, Senhor, de todo mal.

Oração ao Filho:

Oh! Filho Divino! Em tudo igual ao Pai, verdade inefável caminho seguro e vida felicíssima do homem; 

Vos glorifico por todos vossos soberanos atributos, e Vos glorifico por vossas misericórdias infinitas.

Jesus meu, que não tenho sido discípulo vosso senão de nome! 

Mas querendo ser na realidade, permiti que una minha voz a das Dominações, Principados e Potestades, e exalte com eles vossa sabedoria infinita.

Oh! Verdade eterna, fora da qual eu não vejo outra coisa que enganos e mentiras!

Ah! Quando será a hora em que Vos me falareis claramente no seio de vossa Glória ?.

Um Pai-Nosso, Ave-Maria e nove vezes:

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus dos Exércitos: 

cheios estão o céu e a terra de vossa Glória. 

E se responde cada vez:

Glória ao pai, Glória ao Filho, Glória ao Espírito Santo.

Ao final das nove vezes se diz:

Santo Deus, Senhor forte, Santo imortal; livrai-nos, Senhor, de todo mal.

 

Oração ao Espírito Santo

Oh! Espírito consolador!, que procedeis do Pai e do Filho, amor incriado, manancial de todas as graças, centro de todas as doçuras e não obstante, tão pouco amado.

Ao menos, me alegro do amor com que Vos amam as Virtudes, os Querubins e Serafins.

Oh! Quem dera amar-Vos todos os homens da terra, como estes Espíritos Vos amam no céu!

Oh! Amor, Oh! dom do Altíssimo, centro das doçuras e da felicidade do mesmo Deus!

Quando derramareis vosso bem como um torrente sobre minha alma ?

Quando será isto?, Oh! meu Deus!, Quando será?

Um Pai-Nosso, Ave-Maria e nove vezes:

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus dos Exércitos:

Cheios estão o céu e a terra de vossa Glória.

E se responde cada vez:

Glória ao Pai, Glória ao Filho, Glória ao Espírito Santo.

Ao final das nove vezes se diz:

Santo Deus, Senhor forte, Santo imortal; livrai-nos, Senhor, de todo mal.

 

Antífona

A Vos, Deus Pai; a Vos, Filho Unigênito; a Vos, Espírito Santo Paráclito, Santa e Individual Trindade, de todo coração Vos confessamos, glorificamos e bendizemos.

A Vos se dê a Glória, pelos séculos dos séculos. Amém.

Bendizemos ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Adoremos e exaltemos por todos os séculos.

Oração

Senhor Deus, um e Trino; dai-nos continuamente vossa graça, vossa caridade a comunicação com Vos, para que em tempo e na eternidade Vos amemos e glorifiquemos, Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, em uma Deidade, por todos os séculos dos séculos.

Amém.

Onipotente e sempitermo Deus, que te dignastes revelar a Vosso servos a Glória de Vossa eterna Trindade, e fazer que confessando uma só fé verdadeira, adorássemos a unidade em Vós augusta Majestade; 

Te rogamos, Senhor, que em virtude desta fé, nos vejamos livres de toda adversidade e perigo. Amém.

Hino a Trindade Santíssima

Deus um e Trino,

a quem tantos Arcanjos, Querubins,

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

A vossa imensa Deidade,

Indivisível em três Pessoas,

Clamamos, pois nos perdoais

Nossa miséria e maldade:

Por essa benignidade

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

Interminável bondade,

Suma essencia soberana,

Santíssima Trindade:

Pois Vós divina piedade

Pôe fim a nosso pranto:

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

O Trino que Isaías

descreve com grande céu,

Ele ouviu cantar no céu

As angélicas Hierarquias:

Para que em suas melodias

Repita nossa voz quanto

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

Este Trino Sagrado,

Voz do Coro celestial,

Contra o poder infernal

A Igreja tem celebrado:

Com este elogio exaltado:

Que em fé e amor adelanto,

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

Da súbita morte,

Livra este Trino,

Que por esta feliz sorte

Neste mar de quebranto,

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

É o Iris que no mar,

Na terra e no fogo,

No ar ostenta logo

Que nos quer libertar:

Por favor tão singular

Deste prodigio e encanto,

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

É escudo soberano,

Da divina justiça,

E da infernal malicia

Triunfa devoto o cristão:

E o demônio ruge

De terror e espanto,

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

Em vossa bondade me escondo,

Senhor, Deus forte e imortal,

Que no coro celestial

Cantarei este Hino ;

Pois nos riscos do mundo

Me cubris com vosso manto,

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

Deus um e Trino a quem tantos

Arcanjos, Querubins,

Anjos e Serafins dizem:

Santo, Santo, Santo.

Antífona

Bendita seja a santa e indivisível Trindade que todas as coisas cria e governa, agora e sempre, e pelos séculos dos séculos. Amém.

Bendizemos ao Pai, e ao Filho com o Espírito Santo.

Adoremos e exaltemos em todos os séculos.

Oração

Onipotente e sempitermo Deus, que te dignastes revelar a teus servos na confissão da verdadeira fé a Glória de Vos a eterna Trindade e, e que adorassem a unidade, em Vos a Majestade:

Te rogamos, Senhor, que pela força dessa mesma fé, nos vejamos sempre livres de todas as adversidades e perigos.

Por Cristo Senhor nosso. Amém.

Bendita e adorada seja a Santíssima Trindade, Pai, Filho, e Espírito Santo, o Santíssimo Sacramento do altar e a Puríssima Conceição de Maria Santíssima, Senhora nossa, concebida sem mancha de pecado original desde o primeiro instante de concepção. Amém.