MOTIVAÇÃO E TRABALHO EM EQUIPE

PODEM FAZER A DIFERENÇA

Estar envolvido, interessado, inteiro no que se faz, assim como sentir-se desafiado, isso é motivação. Embora seja um movimento que venha de dentro, a motivação pode, como outras competências, ser estimulada por meio de cursos, treinamentos ou outras ajudas externas como leitura, troca de experiências, enfim, tudo que trabalhe o campo da imaginação, do sonho, da fantasia. A pessoa motivada é aquela que, seja qual for a situação, olha os obstáculos de frente, como barreiras a serem transpostas e não como problemas a serem carregados como fardos.

É o diferencial daqueles que não esperam a distribuição de tarefas e partem em busca de novas ações, conquistando melhores resultados tanto para si mesmos quanto para a empresa ou grupo de trabalho ao qual estejam ligados. A motivação nasce do entusiasmo natural de estar vivo, de pulsar com a vida. Assim, o indivíduo motivado tem perfil facilmente reconhecido: é positivo, entusiasmado com seu trabalho, gosta do que faz, tem macro-visão das situações e está sempre buscando motivações extras.

Como é regido pela auto-realização , sente-se capaz, é criativo e está atento a tudo o que acontece, com uma visão abrangente. As pessoas motivadas geralmente são extremamente pragmáticas, pois têm uma alta capacidade de não se deixar levar por caminhos ou discursos que levem à dispersão e, conseqüentemente, à perda do foco a ser perseguido. Por estarem constantemente se conduzindo são capazes de motivar e comandar equipes, sem se impor ou serem autoritárias, pois são naturalmente respeitadas. Tanto o trabalho em equipe quanto a motivação poderá ser treinado.

Assim, o sucesso de uma organização é substancialmente influenciado pela interação de vários grupos na busca de soluções criativas para problemas, lançamentos de novos produtos, ações e obtenção de resultados em conjunto.

O trabalho em grupo vai exigir dos componentes características comuns a qualquer time que queira alcançar bons resultados como, estar aberto a desafios, coesão, comprometimento, responsabilidade e motivação.

A maturidade é fundamental para o trabalho em equipe, pois ele vai exigir abrir mão de opiniões para escutar os outros e, muitas vezes, concordar que há opiniões melhores que as suas. Assim, controlar as emoções é importante e demonstra segurança nas próprias habilidades. Com essa consciência, de que todos na equipe têm algo para contribuir, ninguém se torna o dono da verdade.

A produtividade está diretamente ligada à motivação. Embora se saiba que a pessoa motivada é aquela que gosta do que faze considera o dinheiro conseqüência positiva do trabalho bem-feito, isso não exclui a motivação que vem do reconhecimento por parte dos colegas, superiores e até recompensas do ponto de vista econômico como bônus, prêmios, participação nos lucros.

Entretanto, em tempos de “vacas magras” como o que vivemos, quando a política de recompensas financeiras é mais difícil, a empresa pode investir em treinamento, cursos, fortalecimento da auto-estima dos funcionários. Aí entra em jogo a capacidade dos dirigentes e líderes de serem criativos e descobrirem o que faz a diferença para manter as pessoas unidas em torno de um projeto em situações adversas.

A pessoa motivada é otimista e parece estar sempre com os hemisférios esquerdo e direito do cérebro conectados. Pragmática, sabe planejar e manter uma noção de tempo e espaço bem definidos, o que nasce do lado esquerdo onde prevalece o raciocínio, a lógica, a razão.

Ao mesmo tempo são bem humoradas, usam a imaginação e o lúdico na medida certa. São criativos e, portanto, capazes de pular de um pensamento, conversa ou situação onde o pessimismo pode levar à paralisia até com uma gargalhada. É o lado direito do cérebro, dono da fantasia, abrindo uma janela para o novo, o passo seguinte. Em criatividade é importante ter o pensamento livre, para criar e a disciplina, para sistematizar, fazer tudo funcionar, avaliar.

Tanto no trabalho individual quanto em equipe é fundamental desenvolver a tolerância e a paciência. Sabemos que a tolerância é fundamental para permanecermos motivados e criativos já que em criatividade não existem erros, pois tudo é parte de um processo. Mantenha o bom humor e a confiança. Afinal, sua criatividade e motivação precisam estar conectadas a essa luzinha interior que ilumina todos os momentos.

Maria Inês Felippe

consultora de Recursos humanos e inovação aplicada ao negócio