ACUPUNTURA  E  EMAGRECIMENTO

Emagrecer sem fazer qualquer esforço é o sonho de muita gente. E, na verdade, até que não é tão difícil. O complicado mesmo é manter o peso ideal. Uma alternativa que vem atraindo cada vez mais adeptos e que promete a manutenção do novo peso é a medicina oriental, especialmente a acupuntura. Isso porque ela busca essencialmente o equilíbrio do organismo, tratando fatores como ansiedade e retenção de líquidos.

Como explica o terapeuta Liu Shaolin, do Centro Chinês de Acupuntura, em Goiânia, o emagrecimento por meio de acupuntura não possui regras fixas e é aplicado para cada paciente de uma forma diferente. Cada um é examinado cuidadosamente e, somente depois de verificados todos os problemas da pessoa – o que pode estar causando a falta de equilíbrio do chi (energia vital) – é que são feitas as sessões de acupuntura que vão culminar na perda de peso.

Nascido em Jilin, na China, Shaolin está em Goiânia há cinco meses e já tem uma grande lista de pacientes na cidade, alguns dos quais conseguiram emagrecer mais de cinco quilos em apenas duas semanas. Parece mágica, mas ele garante que a técnica é saudável e que os pacientes ficam realmente satisfeitos com o resultado.

De acordo com a medicina oriental, a acupuntura trata o corpo ao fazer a energia circular corretamente pelos meridianos (canais energéticos conectados aos órgãos). Para auxiliar no emagrecimento, os alvos principais são os meridianos relacionados aos rins, à bexiga, ao baço, ao fígado, ao estômago e ao intestino, de forma a ajudar o corpo a eliminar líquidos e a melhorar a absorção de nutrientes.

Mas engana-se quem pensa que apenas as duas sessões de acupuntura por semana são os únicos pré-requisitos para perder peso. Shaolin explica que, além disso, é preciso que o paciente mantenha uma dieta alimentar balanceada, mesmo que isso implique em certos sacrifícios à mesa. “Cerveja e açúcar são proibidos”, fala. Tal como nos programas de reeducação alimentar, ele entrega a cada paciente uma orientação de dieta hipocalórica, baseada em, no mínimo, cinco refeições diárias.

Além disso, a dieta e a acupuntura são acompanhadas de exercício respiratório, o que aumenta a eficácia do tratamento, segundo Shaolin. “A abertura de pontos de acupuntura decompõe o excesso de gordura existente no corpo, o exercício respiratório regula a endocrinia e a acupuntura reduz a velocidade de síntese de gordura, tratando definitivamente a questão de obesidade de forma que esta jamais retorne”. Segundo ele, em um ciclo de 35 dias, o peso pode ser reduzido de 8 a 18 quilos.

Outro aspecto interessante é que a acupuntura pode inibir as disfunções gatrointestinais. Os pontos da orelha, por exemplo, são indicados como calmantes e como inibidores do apetite, provocando sensação de saciedade e fazendo com que a pessoa coma menos e sinta menos fome. Dessa forma, a acupuntura inibe a fome naturalmente, ao contrário dos medicamentos de fórmulas.

Liliane  Bello