FECHAR  O  CORPO

Imunizar-se contra acidentes, perigos, moléstias ou sortilégios. O mesmo que sarar. O povo quer ter o corpo fechado para não entrar nenhum mal: faca, veneno de cobra, feitiço, encosto, mau-olhado, arma de fogo.

Alguns meios para fechar o corpo: simpatias, Santo Antônio pequenino enterrado no corpo, oração forte.

Nos passes e nas orações para fechar o corpo detectamos os sofrimentos e a insegurança que cercam o pobre.

Existem orações escritas em forma de cruz para fechar o corpo contra balas, facas, correntes e outros maus elementos. Por exemplo: Deus te salve, Cruz preciosa por ti salve quem por ti remiu. Diz a cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo que F. tornou-se mais feliz e sem perseguição. Eu creio porque nela está a verdade, nela está o poder, nela está a fé a esperança, nela está a salvação, nela está a vida, nela está a caridade. 5 Pai nosso, 5 Ave Maria, Glória ao Pai oferecidos pela sagrada paixão e morte de N.S. Jesus Cristo. Amém. [1] Os 5 Pai nosso e Ave Maria se explicam pelas cinco chagas de Jesus Crucificado. Em Rui Barbosa (BA), achamos este outra prece: Em Roma foi nascido com leite de Nossa Senhora foi lavado. Com a chave de Nosso Senhor Jesus Cristo o meu corpo está fechado. Entre as muitas orações para fechar o corpo, estão as de são Jorge, são Silvestre, são Bartolomeu, a oração do Justo Juiz, as da cruz de são Bento, da pedra cristalina e a oração do padre Cícero, o Breve de Roma e a Força do credo. Freqüente também é a oração de santa Catarina: Santa Catarina milagrosa, se tiver alguma coisa atada dentro de minha casa ou do meu corpo, sairá em nome de Santa Catarina; se eu tiver inimigo não me enxergarão; não serei ferido com armas de fogo, nem com faca; não serei preso, em nome de Deus e de santa Catarina; de hoje em diante entra a luz Divina dentro da minha casa, em nome de Deus e a Nossa Senhora, santa Catarina; não serei mordido de cobras, nem de aranhas, em nome de santa Catarina; de hoje em diante que se abram os meus negócios, em nome de Santa Catarina. Em nome de Deus e de Santa Catarina não me botarão inveja, olho gordo e mal olhado (MG).  E outra de Nossa Senhora de Fátima: Que a Nossa Senhora de Fátima me cubra com o seu manto protetor e que a corte dos anjos do céu me proteja e amparem, que eu seja feliz de hoje em diante e que a luz Divina penetre no meu lar, em nome da puríssima e milagrosa Nossa Senhora de Fátima; que não entre doenças no meu corpo, em nome de Nossa Senhora de Fátima e do Poderoso Pai Celestial (MG). Várias destas rezas para a defesa do corpo usam o simbolismo da chave do sacrário. Outra oração encontrada num patuá diz: As três pessoas distintas da Santíssima Trindade rodeia este corpo que peço por caridade. Com a chave do sagrado que feche todo meu corpo para livrar-me do inimigo que posso encontrar de tôpo. Pois quando o azar vier contai no meu coração guardai-me dentro da estrela do signo de Salomão. Olhai-me quando eu estiver dormindo e quando estiver acordado que pelos Dez Mandamentos meu corpo estará fechado. Se algum dia eu for chamado em sessão pra me fazer mal encontrarão em mim firmeza só feita de dura pedra de cal. Deus adiante e paz na guia o anjo da guarda ao lado as três pessoas distintas que traz meu corpo fechado.

Dificilmente o povo revela sua oração contra os inimigos ou a reza para fechar o corpo. Temem que perca o encanto. Para não abrir o corpo, não se deve comer tapioca, sentar em pedra de amolar ou no pilão, nem atravessar riacho, passar por baixo de uma cerca sem tirar o chapéu, beber água de bruços ou atravessar uma encruzilhada.

No folheto “Pavoroso Desastre de trem no dia 31 de outubro de 1949 – 7 mortos e 9 feridos”, o poeta popular Moisés Matias de Moura dá uns conselhos aos maquinistas de trem: Aconselho os maquinistas que tenha muito cuidado Quando passar na Moitinga não passa muito apressado sempre se lembra da hora/ que este trem foi virado. Mas não precisa ficarem divido isto medroso rezem e se encomenda a Deus que serão vitorioso não esmoreçam com isto Nosso Deus é poderoso. Na hora que for deitar-se faça seu pelo sinal reze uma salve-rainha ao Pai celestial que fechará o seu corpo e estar (estará) livre do mal. E quando se levantarem se benzem neste momento e faça sua viagem com Deus no pensamento que não aconteça nada Deus nos dar (dará) o livramento. Se todos amassem a Deus com inteira devoção nunca havia em seu negócio nenhuma contradição Na terra ganhava a vida e na morte a salvação.

Segundo Luís da Câmara Cascudo, também o catimbó conhece rituais para fechar o corpo contra “balas quentes, facas frias, águas mortas e vivas, fogo, dentada peçonhenta, praga e malefício”. [2]

frei Francisco van der Poel ofm

[1] ORTÊNCIO, Bariani. Dicionário do Brasil Central. São Paulo, Ed. Ática, 1983. p.309

[2] MAIOR, Mário Souto. Orações que o Povo reza. São Paulo, IBRASA, 1998. p.61