RITO  DO  SACRAMENTO 

DO  BATISMO

 DENTRO  DA  CELEBRAÇÃO  EUCARÍSTICA 

RITOS INICIAIS

1. MOTIVAÇÃO

2. SAUDAÇÕES INICIAIS

Cel.

Queridos pais, que nome vocês escolheram para seu(sua) filho(a)?

A mãe proclama o nome completo do(a) filho(a)

Cel.

O que vocês estão hoje pedindo da comunidade igreja?

Pai

O sacramento do batismo.

Cel.

Estais dispostos?

Pais

Sim.

Cel.

E vocês padrinhos?

Padr.

Sim, com a graça de Deus.

Cel.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 
A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco!

Todos

Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

3. PRIMEIRA LEITURA OU SALMO

4. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO: Buscai primeiro

Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça

e tudo o mais vos será acrescentado, aleluia, aleluia.

Não só de pão o homem viverá, mas de toda palavra

que procede da boca de Deus, aleluia, aleluia.

Se vos perseguem por causa de mim, não esqueçais o porque,

não é o servo maior que o Senhor, aleluia, aleluia.

Cel.

O Senhor esteja convosco.

Todos

Ele está no meio de nós.

Cel.

Boa notícia de Jesus Cristo narrada por são João.

Todos

Glória a vós, Senhor!

5. PAI NOSSO

Todos

Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. 

Cel.

Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudando-nos pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo salvador.

Todos

Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

6. CORDEIRO DE DEUS

Todos

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

Cel.

Felizes os convidados para a ceia do Senhor! Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!

Todos

Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma só palavra e serei salvo!

7. CANTO DA COMUNHÃO: A barca

Tu te abeiraste da praia, não buscaste nem sábios nem ricos;

somente queres que eu te siga.

 Senhor, tu me olhaste nos olhos, a sorrir, pronunciaste meu nome,

lá na praia, eu larguei o meu barco, junto a ti buscarei outro mar.

 Tu sabes bem que em meu barco, eu não tenho nem ouro nem espadas,

somente redes e o meu trabalho.

 Tu, minhas mãos solicitas; meu cansaço, que a outros descanse;

amor que almeja seguir amando.

Tu, pescador de outros lagos, ânsia eterna de almas que esperam,

bondoso amigo que assim me chamas.

RITOS   FINAIS

8. AGRADECIMENTOS

9. BENÇÃO FINAL

Cel.

O Senhor esteja convosco.

Todos

Ele está no meio de nós.

Cel.

Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.

Todos

Amém.

10. CANTO FINAL: Utopia

Quando o dia da paz renascer, quando o sol da esperança brilhar, eu vou cantar!

Quando o povo nas ruas sorrir, e a roseira de novo florir, eu vou cantar!

Quando as cercas caírem no chão, quando as mesas se encherem de pão eu vou cantar!

Quando os muros que cercam os jardins destruídos, então os jasmins vão perfumar!

Vai ser tão bonito se ouvir a canção, cantada de novo.

No olhar do homem a certeza do irmão: reinado do povo.

Quando as armas da destruição, destruídas em cada nação, eu vou sonhar!

E o decreto que encerra a opressão, assinado só no coração vai triunfar!

Quando a voz da verdade se ouvir, e a mentira não mais existir, será, enfim, tempo novo de eterna justiça

sem mais ódio, sem sangue ou cobiça: via ser assim!