Quina
cinchona calysaia, cinchona officinallis

Partes usadas: casca do tronco e dos ramos e também a da raiz trituradas.
Família:
rubiáceas.

Características: são conhecidas como quina a casca que cobre o tronco e as ramificações dessa árvore.

Principio ativo: alcalóides, taninos, essências e princípios amargos.

Propriedades: febrífugas, antimaláricas, tonificante, adstringente e cicatrizante.

Indicações: suas propriedades terapêuticas estimulam as funções intestinais, gástricas e hepáticas.

Toxicologia: não exceder as doses indicadas para uso interno, já que podem causar náuseas e vômitos.