Mamona

ricinus communis

Partes usadas: óleo das sementes e as flores.

Família: euforbiáceas.

Características: caracteriza-se por folhas grandes palmadas e frutos rodeados de espinhos e contendo três sementes em seu interior. Também conhecida como mamoneira, palma-Christi, carrapateiro e rícino.

Princípio ativo: alcalóides (ricinina), glucoproteína (ricina).

Propriedades: vermífugo, purgante (uso interno), emoliente e cicatrizante (uso externo).

Indicações: combate a parasitos intestinais e externamente é usado para combater eczemas, herpes, erupções, feridas, queimaduras e calvície.

Toxicologia: a ingestão de suas sementes pode ser mortal, tanto para crianças (3 sementes) como para adultos (15 sementes).