Guaçatonga

casearia sylvestris

Partes usadas: folhas.

Família: flacurtiáceas

Características: árvore com 10 a 20 m de altura, de tronco tortuoso, com casca de coloração acinzentada a acastanhada, rugosa e com pequenas fendas superficiais. Folhas alternas, simples, lanceoladas até ovaladas ou elípticas. Flores numerosas, branco-esverdeadas ou amareladas. Seu fruto é uma cápsula vermelha quando madura, possui de 2 a 6 sementes envoltas em arilo lanoso, amarelo e comestível. É também conhecida como chá-de-bugre, cafeeiro-do-mato, erva-de-bugre, guassatonga, guassatunga. No Brasil, é encontrado desde a Bahia até o Rio Grande do Sul.

Princípio ativo: flavonas, óleos essenciais e saponinas, taninos, resinas, antocianosídeos.

Propriedades: febrífugo, depurativo, anti-diarréico, cardiotônico, diurético.

Indicações: é usada em forma de chá forte, concentrado, para cicatrizar feridas e como emplasto nas lesões por picada de cobra. Tem efeito anestesiante e cicatrizante nas feridas da pele e da mucosa.