SANTO  HIPÓLITO  DE  ROMA

Santo Hipólito foi martirizado entre os anos de 231 - 235, tido como chefe (presbítero) de uma comunidade de Roma, foi controverso e infelizmente muitos de seus escritos se perderam, mas os que chegaram até nós são confirmados por historiadores e datados do final do século II e início do século III.

No ano de 212, Orígenes, famoso escritor, assistiu a uma pregação de Hipólito, e narra que este era muito sábio e letrado.

Hipólito foi discípulo de Santo Irineu e foi um profundo conhecedor da Doutrina e Tradição dos Apóstolos, defensor ferrenho, e por vezes até ousado, chegando a recriminar o Papa Zeferino (198 - 217), pois dizia que este era muito condescendente com muitos hereges. Hipólito defendia um combate mais ferrenho para contra as heresias que se espalhavam pelas comunidades.

O Imperador Romano Maximino, em 235, fortalece a perseguição aos cristãos e manda para o martírio os líderes da Igreja Católica, entre eles o Papa Calisto e seu "adversário" Hipólito (adversário por ser este exigente demais para com o Papa Calixto. Alguns alegam que Hipólito foi o primeiro anti-Papa). A caminho da morte, os adversários, por amor a Cristo e a sua Igreja Católica, fazem as pazes, renunciando as suas posições e dando a vida pela Igreja.

Toni Lopes