MISSA    DA

CONSAGRAÇÃO

RITOS INICIAIS

1. MOTIVAÇÃO

Com.

Irmãos e irmãs, a nossa união e amizade é motivo de muita felicidade. Nesta santa missa de hoje, queremos agradecer a Deus pela presença de nossa Mãe santíssima, a  Virgem Maria e, ao mesmo tempo, iremos nos consagrar a ela com carinho e devoção. Para vivermos a comunhão perfeita e termos sempre a presença de Maria em nós, vamos iniciar nossa celebração eucarística com a oração do Angelus.

2. CANTO DE ENTRADA: Santa mãe Maria

Santa mãe Maria, nessa travessia,

cubra-nos teu manto cor de anil.

Guarda nossa vida, mãe Aparecida,

santa padroeira do Brasil.

Ave! Maria! Ave! Maria!(bis)

Com amor divino, guarda os peregrinos,

nesta caminhada para o além.

Dá-lhes companhia pois também um dia foste peregrina de Belém.

Mulher peregrina, força feminina,

a mais importante que existiu.

Com justiça queres que nossas mulheres,

sejam construtoras do Brasil.

Com seus passos lentos,

enfrentando os ventos,

quando sopram noutra direção.

Toda a mãe igreja pede que tu sejas,

companheira da libertação!

3. ACOLHIDA 

Cel.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Todos

Amém.

Cel.

A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

Todos

Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

4. ATO PENITENCIAL 

Leitor

Perdão, ó Pai pelas nossas infidelidades cometidas contra o vosso projeto de amor e fraternidade.

Todos

Piedade, piedade, piedade de nós.

Leitor

Perdão, ó Jesus, por não confiar plenamente na tua presença em nossa vida e na história da humanidade.

Todos

Piedade, piedade, piedade de nós.

Leitor

Perdão, ó Espírito Santo, por todas as vezes que perdemos a ocasião de vivermos a santidade, procurando outros caminhos que entristecem o teu sagrado coração.

Todos

Piedade, piedade, piedade de nós.

Leitor

Perdão, ó Mãe querida, por não seguir seu exemplo de fé, de serviço e amor aos irmãos e à nossa igreja.

Todos

Piedade, piedade, piedade de nós.

Com.

Confiantes e merecedores da misericórdia de Deus, cantemos louvando e bendizendo a Deus, pelos dons da vida, da fé, pela nossa bonita igreja e pela presença de nossa Mãe santíssima em nossa caminhada.

6. CANTO PENITENCIAL: Perdão Senhor

Perdão, Senhor, tantos erros cometi.

Perdão, Senhor, tantas vezes me omiti.

Perdão, Senhor, pelos males que causei,

pelas coisas que falei, pelo irmão que eu julguei. (bis)

Piedade, Senhor. Tem piedade, Senhor. Meu pecado vem lavar com seu amor.

Piedade, Senhor. Tem piedade, Senhor. E liberta minha alma para o amor.

Perdão, Senhor, porque sou tão pecador.

Perdão, Senhor, sou pequeno e sem valor.

Mas mesmo assim, tu me amas, quero então,

te entregar meu coração, suplicar o teu perdão. (2x)  

5. CANTO DE LOUVOR: Hosana 

Eu celebrarei cantando ao Senhor. E só nele me alegrarei.

Eu celebrarei cantando ao Senhor. E só nele me alegrarei.

Eu louvo e adoro porque tens triunfado. (2x) 

Grande é o Senhor rei do universo. (3x)

Porque grande és. Ho, ho, Hosana nas alturas. (3x) Porque grande és. Bendito é, bendito o que vem, bendito é, bendito o que vem.

Porque grande és. Ho, ho, Hosana nas alturas. (3x)

Porque grande és, porque grande és.

6. OREMOS

Cel.

Ó Deus, que sempre escutais vossos filhos e filhas quando padecem tribulações, nós vos damos graças pela vossa bondade e vos pedimos humildemente que sejamos livres de todos os males, e vos possamos servir com alegria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. 

Todos

Amém. 

LITURGIA   DA   PALAVRA

7. PRIMEIRA LEITURA: livro do Gênesis (3, 9 - 20)

Com.

O sofrimento e a morte entraram no mundo pela desobediência do primeiro casal. Pelo "sim" de Maria, Deus volta a abençoar a terra e toda a humanidade. A mãe de Jesus é o nosso escudo contra todo mal que aflige a vida dos homens e nossa sociedade.

Leitor

“Depois que Adão comeu do fruto da árvore, o Senhor Deus o chamou, dizendo: “Onde estás?” E ele respondeu: ”Ouvi tua voz no jardim, e fiquei com medo porque estava nu; e me escondi”. Disse-lhe o Senhor Deus: “E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore, de cujo fruto te proibi comer?” Adão disse: ”A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore e eu comi”. Disse o Senhor Deus à mulher: “Porque fizeste isso?”. E a mulher respondeu: “A serpente enganou-me e eu comi”. Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos os dias da tua vida! Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar. E Adão chamou à sua mulher Eva, porque ela é a mãe de todos os viventes”. - Palavra do Senhor.

Todos

Graças a Deus.

Com.

A jovem Maria recebeu do anjo o anúncio de que seria mãe do salvador. Ela foi escolhida por ser modelo de fidelidade e entrega total ao plano de Deus. Renovemos, nesta noite abençoada, o nosso compromisso com o projeto de Jesus, consagrando-nos à Virgem Mãe e colocando em nosso coração as virtudes cristãs que inspiraram a vida de Nossa Senhora.

10. CANTO DE MEDITAÇÃO: Amar-te mais

Envia teu espírito, Senhor, e renova a face da terra!(bis)

Bendize minh’alma ao Senhor! Senhor, meu Deus, como és tão grande!

Como são numerosas tuas obras, Senhor, a terra está cheia de tuas criaturas. 

Seja ao Senhor eterna glória, alegre-se ele em suas obras!

Que o meu canto ao Senhor seja agradável, é nele que está minha alegria.

8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO: Buscai primeiro

Cel.

Cantemos aclamando Jesus. Ele nos chama a segui-lo na vivência do serviço e da doação.

Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça

e tudo o mais vos será acrescentado, aleluia, aleluia.

Não só de pão o homem viverá, mas de toda palavra

que procede da boca de Deus, aleluia, aleluia.

Se vos perseguem por causa de mim, não esqueçais o porque,

não é o servo maior que o Senhor, aleluia, aleluia.

9. SEGUNDA LEITURA: Evangelho de Lucas (1, 26 - 38)

Leitor

“Naquele tempo, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da virgem era Maria. O anjo entrou onde  ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”. Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”. Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?”. O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível. Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra”. E o anjo retirou-se”. - Palavra da salvação.

Todos

Glória a vós, Senhor.

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA

10. CANTO: Consagração à nossa Senhora.

Ó minha Senhora e também minha mãe, eu me ofereço, inteiramente todo a vós.

E em prova de minha devoção, eu hoje vos dou meu coração.

Consagro a vós meus olhos, meus ouvidos, minha boca.

Tudo o que sou, desejo que a vós pertença.

Incomparável mãe, guardai-me, defendei-me,

como filho(a) e propriedade vossa. Amém. (bis)

11. ORAÇÃO COMUNITÁRIA

Leitor 1

Para que exerçamos nossos ministérios e serviços, com amor e fidelidade, em nossas comunidades, rezemos ao Senhor.

Todos

Senhor, escutai as nossas preces.

Leitor 2

Para que possamos testemunhar sempre nossa fé em toda circunstância da vida, sobretudo na família e na sociedade, como verdadeiros apóstolos do ressuscitado, rezemos ao Senhor.

Todos

Senhor, escutai as nossas preces.

Leitor 3

Para que saibamos viver a cada dia esta consagração de hoje, procurando sempre o caminho do bem e da justiça, na fidelidade a Jesus e com amor a Maria, rezemos ao Senhor.

Todos

Senhor, escutai as nossas preces.

LITURGIA EUCARÍSTICA

Com.

Neste momento do ofertório, cada um de nós aqui presente nesta celebração, procure ofertar toda a sua vida, sua família, seus anseios e suas realizações, para que o Deus da vida aceite a nossa sincera oferta e continue a abençoar a todos nós.

12. CANTO DAS OFERTAS: Braços erguidos

Ofertar nossa vida queremos, como gesto de amor, doação.

Procuramos criar mundo novo, trazer para o povo a libertação.

De braços erguidos, a Deus ofertamos,

aquilo que somos e tu o que amamos.

Os dons que nós temos, compartilharemos,

aqueles que sofrem,sorrir os faremos. 

A injustiça que fere e que mata, tanto homem criança e mulher,

faz o jovem vier sem sentido, frustrado, perdido, distante da fé.

Como o pão e o vinho se tornam corpo e sangue de Cristo Jesus,

transformaremos a realidade, pra ser de verdade esperança e luz.

Juventude, milhões pelo mundo, tanto anseio de libertação!

Gente nova, sem cercas e muros, constrói seu futuro, liberta o irmão.

17. ORAÇÃO

Cel.

Orai, irmãos e irmãs, para que vivendo nossa vocação de serviço e doação, possamos oferecer um sacrifício aceito por Deus Pai todo-poderoso.

Todos

Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para a glória do seu nome, para nosso bem e de todo a santa igreja.

Cel.

Dai-nos ó Deus, usar os vossos dons servindo-vos com liberdade, para que, purificados pela vossa graça, sejamos renovados pelos ministérios que celebramos em vossa honra. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos

Amém.

20. ORAÇÃO EUCARÍSTICA 

Cel.

O Senhor esteja convosco.

Todos

Ele está no meio de nós.

Cel.

Corações ao alto.

Todos

O nosso coração está em Deus.

Cel.

Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

Todos

É nosso dever e nossa salvação.

Cel.

Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Ele é a vossa palavra viva, pela qual tudo criastes. Ele é o nosso salvador e redentor, verdadeiro homem, concebido do Espírito Santo e nascido da Virgem Maria. Ele, para cumprir a vossa vontade, e reunir um povo santo em vosso louvor, estendeu os braços na hora da sua paixão, a fim de vencer a morte e manifestar a ressurreição. Por ele, os anjos celebram vossa grandeza e os santos proclamam vossa glória. Concedei-nos também a nós associar-nos a seus louvores, cantando a uma só voz: 

21. SANTO: O Senhor é santo

Quando olhei o sol brilhar, vi que o Senhor é santo.

Vendo estrela no céu, vi que o Senhor é santo.

Na imensidão do mar, vi que o Senhor é santo.

No orvalho da manhã, vi que o Senhor é santo.

O Senhor é santo, ele está aqui.

O Senhor é santo, eu posso sentir. (bis)

Nas aves do céu, vi que o Senhor é santo.

Na planta florir, vi que o Senhor é santo.

Na fonte a cantar, vi que o Senhor é santo.

No irmão a sorrir, vi que o Senhor é santo.

Cel.

Na verdade, ó Pai, vós sois santo e fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas oferendas, derramando sobre elas o vosso espírito, a fim de que se tornem para nós o corpo e + o sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso. 

Todos

Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

Cel.

Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, ele tomou o pão, deu graças, e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo: tomai, todos, e comei: isto é o meu corpo, que será entregue por vós. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo: tomai, todos, e bebei: este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos para remissão dos pecados. Fazei isto em memória de mim. Eis o mistério da fé!

Todos

Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

Cel.

Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do vosso Filho, nós vos oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e vos servir.

Todos

Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

Cel.

E nós vos suplicamos que, participando do corpo e sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo.

Todos

Fazei de nós um só corpo e um só espírito.

Cel.

Lembrai-vos, ó Pai, da vossa igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela cresça  na caridade, com o papa (N.), com o nosso bispo (N.), e todos os ministros do vosso povo.

Todos

Lembrai-vos, ó Pai, da vossa igreja!

Cel.

Lembrai-vos também dos (outros) nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acollhei-os junto a vós na luz da vossa face.

Todos

Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

Cel.

Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a Virgem Maria, mãe de Deus, com os santos Apóstolos e todos os que neste mundo vos serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo, vosso Filho.

Todos

Concedei-nos o convívio dos eleitos!

Cel.

Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do  Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

Todos

Amém.

24. PAI NOSSO

Cel.

Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos, sempre, livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo salvador.

Todos

Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

Cel.

Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos apóstolos: eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa igreja; dai-lhe segundo o vosso desejo a paz e a unidade. Vós que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.

Todos

Amém.

Cel.

A paz do Senhor esteja sempre convosco.

Todos

O amor de Cristo nos uniu.

25. CANTO DA PAZ: Paz de Cristo

 Paz, paz de Cristo, paz que vem do amor lhe desejo irmão.

Paz que a felicidade de ver em você Cristo nosso irmão.

Se algum dia na vida, você de mim precisar.

Saiba que sou seu amigo podes comigo contar.

O mundo dá muitas voltas, a gente vai se encontrar. 

Quero nas voltas da vida a sua mão apertar.

26. CORDEIRO DE DEUS

Todos

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

Cel.

Felizes os convidados para a ceia do Senhor! Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!

Todos

Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma só palavra e serei salvo!

Com.

Este pão que vamos receber agora é o verdadeiro pão da vida. Que ele possa nos renovar, dando força ao nosso caminhar. O Pai nos convida agora a ceiar com Jesus, pois é em sua companhia que crescemos em espírito e verdade.


Com.

Na carta aos Coríntios, são Paulo nos lembra: “Examina-se a si mesmo para não receber o corpo e o sangue do Senhor indignadamente”. Na eucaristia nós recebemos o próprio Jesus, que vem libertar a nossa vida de todos os males e nos devolver a esperança e a alegria cristã. Vamos, portanto, fazer o nosso sincero ato de arrependimento, para que o ressuscitado encontre o nosso coração pronto a recebe-lo.

16. CANTO DA COMUNHÃO: Um coração para amar

Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir ao me criar tu me deste.

 Um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater, ansioso por entender as coisas que tu disseste.

Eis o que eu venho te dar, eis o que eu ponho no altar.

Toma Senhor, que ele é teu.

Meu coração não é meu.

Quero que o meu coração seja tão cheio de paz que não se sinta capaz,

de sentir ódio ou rancor. Quero que a minha oração possa me amadurecer,

leve-me a compreender as conseqüências do amor.

RITOS   FINAIS

17.CANTO  DE  AGRADECIMENTO: Ninguém te ama como eu

Tenho esperado este momento, tenho esperado que viesses à mim, tenho esperado que me fales, tenho esperado que estivesses assim.

Eu sei bem que tens vivido, sei também que tens chorado.

Eu sei bem que tens sofrido, pois permaneço ao seu lado.

Ninguém te ama como eu, ninguém te ama como eu.

Olhe pra cruz esta é a minha grande prova!

Ninguém te ama como eu.

Ninguém te ama como eu.

Ninguém te ama como eu.

Olhe pra cruz, foi por ti, porque te amo, ninguém te ama como eu.

Eu sei bem o que me dizes, ainda que nunca me fales.

Eu sei bem o que tens sentido, ainda que nunca me reveles.

Tenho andado ao teu lado, junto à ti permanecido.

Eu te levo em meus braços, pois sou teu melhor amigo. 

18. OREMOS

Cel.

Oremos pedindo a graça de estar sempre conscientes da presença de Deus em nossa vida. Aproveite-nos, ó Deus, a participação nos vossos mistérios. Fazei que eles nos ajudem a amar desde agora o que é do céu e, caminhando entre as coisas que passam, abraçar as que não passam. Por Cristo nosso Senhor.

Todos

Amém.

19. BENÇÃO FINAL

Cel.

O Senhor te abençoe e te guarde de todos os perigos. 

Todos

Amém.

Cel.

O Senhor mostre a sua face e te conceda a sua graça. 

Todos

Amém.

Cel.

O Senhor volva o seu rosto para ti e te dê a paz. 

Todos

Amém.

Cel.

Abençoe-vos Deus todo poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

20. CANTO FINAL: Obrigado Senhor

Obrigado, Senhor, porque és meu amigo.

Porque sempre comigo tu estás a falar.

No perfume das flores, na harmonia das cores

e no mar que murmura o teu nome a rezar. 

Escondido tu estás no verde das florestas, 

nas aves em festa e no sol a brilhar, 

na sombra que abriga, na brisa amiga, 

na fonte que corre ligeira a cantar chuá, chuá. 

Te agradeço ainda porque na alegria

ou na dor de cada dia posso te encontrar. 

Quando a dor me consome, murmuro o teu nome 

e mesmo sofrendo, eu posso cantar.