CANTOS   DE   ENTRADA

013. CRISTÃOS, VINDE TODOS

Cristãos, vinde todos, com alegres cantos.
Oh! Vinde, oh! Vinde até Belém.
Vede nascido, vosso rei eterno.

Oh! Vinde adoremos, Oh! Vinde adoremos,
Oh! Vinde adoremos o salvador!

Humildes pastores deixam seu rebanho
e alegres acorrem ao rei do céu.
Nós, igualmente, cheios de alegria.

O Deus invisível de eterna grandeza,
sob véus de humildade, podemos ver.
Deus pequenino, Deus envolto em faixas!

Nasceu em pobreza, repousando em palhas.
O nosso afeto lhe vamos dar. Tanto amou-nos!
Quem não há de amá-lo?

014. DEUS TRINO

Em Nome do Pai, em Nome do Filho,
Em Nome do Espírito Santo, estamos aqui.

Para louvar e agradecer, bendizer e adorar,
estamos aqui, Senhor, a teu dispor.
Para louvar e agradecer, bendizer, adorar,
Te aclamar, Deus trino de amor.

015. ESTAREMOS AQUI REUNIDOS

Estaremos aqui reunidos, como estavam
em Jerusalém.
Pois só quando vivemos
unidos, é que o Espírito Santo nos vem.

Ninguém pára esse vento passando;
ninguém vê e ele sopra onde quer.
Força igual tem o Espírito quando,
faz a igreja de Cristo crescer.

Feita de homens a igreja é divina,
pois o Espírito Santo a conduz.
Como um fogo que aquece e ilumina,
que é pureza, que é vida, que é luz.

Sua imagem são línguas ardentes,
pois amor é comunicação.
E é preciso que todas as gentes
saibam quanto felizes serão.

Quando o Espírito espalma suas graças,
faz dos povos um só coração:
cresce a igreja onde todas as raças
um só Deus, um só Pai louvarão.

016. A MÃE SERÁ CAPAZ

Não sei se descobriste a encantadora luz,
no olhar da mãe feliz que embala o novo ser.
Nos braços leva alguém, em forma de outro eu;
vivendo agora em dois, se sente renascer.

A mãe será capaz de se esquecer ou deixar de amar algum dos filhos que gerou? E se existir acaso tal mulher, Deus se lembrará de nós em seu amor.

O amor de mãe recorda o amor de nosso Deus: tomou seu povo ao colo; quis nos atrair.
Até a ingratidão inflama seu amor.
Um Deus apaixonado busca mim e a ti!

017. SENHOR, QUEM ENTRARÁ

Senhor, quem entrará no santuário pra te louvar? (2x)
Quem tem as mãos limpas, e o coração puro,
quem não é vaidoso, e sabe amar. (2x)

Senhor, eu quero entrar no santuário pra te louvar? (2x)
Ó dá-me mãos limpas, e um coração puro, arranca a vaidade, ensina-me a amar. (2x)

Senhor, já posso entrar no santuário pra te louvar. (2x)
Teu sangue me lava, teu fogo me queima, o Espírito Santo inunda meu ser. (2x)

018. O POVO DE DEUS

O povo de Deus no deserto andava,
mas à sua frente alguém caminhava.
O povo de Deus era rico em nada,
só tinha esperança e o pó da estrada.
Também sou teu povo, Senhor,
e estou nessa estrada. Somente a tua graça
me basta e mais nada. (bis)

O povo de Deus, também vacilava,
às vezes custava a crer no amor.
O povo de Deus, chorando rezava,
pedia perdão, e recomeçava.
Também sou teu povo, Senhor,
e estou nessa estrada. Perdoa-se às vezes,
não creio em mais nada.

O povo de Deus também teve fome
e Tu lhe mandaste o pão lá do céu.
O povo de Deus, cantando deu graças,
provou teu amor, teu amor que não passa.
Também sou teu povo, Senhor,
e estou nesta estrada. Tu és
alimento na longa jornada.

O povo de Deus ao longe avistou,
a terra querida que o amor preparou.
O povo de Deus, corria e cantava
e nos seus louvores, seu poder proclamava.
Também sou teu povo, Senhor,
e estou nessa estrada. cada dia mais
perto da terra esperada.

019. DAS ALTURAS ORVALHEM OS CÉUS

Das alturas orvalhem os céus, e as nuvens

que chovam justiça, que a terra se abra ao
amor e germine o Deus salvador. (2x)

Foste amigo antigamente, desta terra que amaste, deste povo que escolheste; sua sorte melhoraste, perdoas-te seus pecados tua ira aclamaste.

Escutemos suas palavras, é de paz que vai falar;
paz ao povo, a seus fiéis, a quem dele ao achegar.
Está perto a salvação e a glória vai voltar.

Eis: amor, fidelidade vão unidos se encontrar;
bem assim, justiça e paz vão beijar-se e se abraçar.
Vai brotar fidelidade e justiça se mostrar.

E virão os benefícios do Senhor a abençoar;
e os frutos do amor desta terra vão brotar.
A justiça diante dela e a paz o seguirá.

020. A BARCA

Tu te abeiraste da praia, não buscaste nem sábios, nem ricos, somente queres que eu Te siga.

Senhor, tu me olhaste nos olhos, a sorrir pronunciaste meu nome. Lá na praia eu deixei
o meu barco,
junto a Ti, buscarei outro mar.

Tu sabes bem que meu barco eu não tenho nem ouro, nem espadas somente redes e o meu trabalho.

Tu, minhas mãos solicitas meu cansaço, que a outros descanse, amor que almeja seguir amando.

Tu, pescador de outros lagos, ânsia eterna de almas que esperam. Bondoso amigo que assim me chamas

021. O SENHOR RESSURGIU 

O Senhor ressurgiu, Aleluia, Aleluia!
É o cordeiro Pascal, Aleluia, Aleluia!
Imolado por nós, Aleluia, Aleluia!
É o Cristo Senhor, Ele vive e venceu, Aleluia!

O Cristo Senhor ressuscitou,
a nossa esperança realizou:
vencida a morte para sempre,
triunfa a vida eternamente!

O Cristo remiu a seus irmãos,
ao Pai os conduziu por sua mão;
no Espírito Santo unida esteja
a família de Deus, que é a igreja!

O Cristo, nossa páscoa, se imolou,
seu sangue da morte nos livrou:
incólumes o mar atravessamos,
e pra terra prometida caminhamos!

022. EIS-ME AQUI SENHOR

  Eis me aqui Senhor (2x)
Pra fazer Sua vontade , pra viver do
Teu amor (2x)
. 
Eis me aqui Senhor. 

O Senhor  é meu Pastor e me conduz,
por caminhos nunca vistos me enviou.
Sou chamado a ser fermento,
sal e luz e por isso aqui estou, aqui estou.

Ele pôs em minha boca uma canção,
me ungiu como profeta e trovador,
da história e da vida do meu povo
e por isso respondi aqui estou.

023. DEUS É PAI 

Vamos irmãos, caminhar. A casa do Pai e celebrar.
O amor que criou todos nós. O amor que vem nos salvar!

Deus é  Pai, Deus é Pai! Nosso Pai, nosso Pai.

Uma família unida. Ao redor da mesa do altar,
com Cristo, nosso irmão. Filhos no filho, a cantar.

“Abba” isto é Pai, ouvimos Jesus falar:
Quando lhe perguntaram, como se deve rezar?

024. MESTRE

Mestre, bom é estarmos aqui,
reunidos bem perto de Ti, no silêncio e na paz. Mestre, reunidos no amos,
nós viemos ao Monte Tabor para em Te repousar.

E nós cantaremos a mesma canção,
unidos no mesmo
coração (2x)

Mestre, ao sairmos daqui,
nós iremos Teus passos seguir, com sementes nas mãos.
Mestre, nos queremos plantar o 
Teu Reino em todo lugar e crescer como irmãos.

025. CHEGOU A HORA DE SONHAR DE NOVO

 Chegou a hora de sonhar de novo,
de tornar-se povo e se fazer irmão.
Chegou a hora que ligeiro passa
de ganhar a graça para o conversão.

Meu caro irmão, olha pra dentro do teu coração, vê se o natal se tornou conversão e te ensinou a viver... (bis)

Chegou a hora de viver o Cristo
e acreditar que isto é se tornar maior.
Chegou a hora de pensar profundo
e perceber que o mundo pode ser melhor.

Será difícil tantas mãos unidas
não fazer da vida um tempo igual.
Será difícil tanto amor e afeto
não tornar concreto o gesto do natal.

cantos de entrada cantos de evangelho cantos de ação de graça
cantos de entrada cantos de ofertório cantos de Maria
cantos penitenciais cantos de santo cantos da paz
cantos de glória cantos de comunhão cantos vários
cantos de meditação cantos de comunhão