Hierarquia angélica

Serafins

Que nos abrasem no

amor a Deus,

inflamem nosso

coração

no carinho a Maria.

Que só nos

entreguemos louvemos

e sirvamos a Deus.

Querubins

Que  nos ajudem nas

tentações, contra a fé,

pureza e escrúpulos.

Tronos

Que esclareçam

e iluminem

os governantes, Bispos e

responsáveis

por

comunidades

religiosas e

civis.

Dominações

Que esclareçam os hereges,

ateus, incrédulos e católicos

pouco

fervorosos.

Principados

Que defendam e protejam nosso

país, cidade

e igreja.

Que ajam como instrumento de

Deus na realização dos milagres.

Potestades

Que remova os obstáculos que

possam impedir a execução dos

desígnios de Deus, desfazendo as
armadilhas e ciladas do inimigo.

Também que inspirem os

sacerdotes a se santificarem.

Virtudes

Que melhorem nossa vida

espiritual,

dando-nos coragem

e força para cumprirmos

as boas resoluções.

 

Anjos

Os santos anjos recebem as ordens dos

Coros superiores e as executam.

No reino dos espíritos são os últimos da hierarquia, como se fossem humildes ervas escondidas entre as flores perfumadas e viçosas num magnífico jardim. Para eles, são reservadas a execução dos serviços mais simples, mas que também são necessários e insubstituíveis, como por exemplo: acompanhar um jovem que se encontra em perigo; dominar e tranqüilizar o interior rebelde das pessoas; assistir e consolar um moribundo; evitar que ocorram acidentes, e muitas outras providências.

Outro aspecto que não pode ser esquecido, é o fato de que os santos Anjos, guardadas as devidas proporções, estão mais perto da humanidade e por assim dizer, convivendo conosco e prestando um serviço silencioso mas de valor incomensurável à cada pessoa. O Criador inspirou o escritor sagrado escrever no livro Êxodo, da Bíblia Sagrada,  os versículos a seguir: "Eis que envio um Anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho e te conduza ao lugar que tenho preparado para ti. Respeita a sua presença e observa a sua voz, e não lhe sejas rebelde, porque não perdoará a vossa transgressão, pois nele está o meu Nome. Mas se escutares fielmente a sua voz e fizeres o que te disser, então serei inimigo dos teus inimigos e adversário dos teus adversários". (Ex 23,20-22)

Sabendo que os santos anjos são enviados de Deus, devemos respeitar e honrar todos eles, inclusive os mais simples e modestos, porque eles tem acesso direto ao Criador. A palavra de Jesus é ensinamento para a vida: "Não desprezeis nenhum desses pequeninos (crianças, pessoas de pouca instrução, pobres, velhos, etc), porque Eu vos digo que os seus anjos (seus anjos da guarda) nos céus vêem continuamente a Face de meu Pai que está nos Céus" (Mt. 18,10)